quarta-feira, 11 de maio de 2011

Prá você, Seu 7

QUEM É VOCÊ

quem é você, qual o seu nome
mal te pressinto e você some
mas te percebo a todo momento
na terra, na água, no firmamento
consumindo meu corpo, meu pensamento

quem é você, qual o seu nome
te vejo em todo rosto de fome
naqueles que estão no abandono
na boca de quem fala, nos que têm sono
na primavera, no verão e no inverno
na esperança do céu, na certeza do inferno

por mais longe que seja, te sinto por perto
na mata verde, em qualquer deserto
eu sinto o teu cheiro, o teu chocalho
quem é você, qual o seu nome

cara de cavalo, boca de cobra, cabeça de lobisomem

Valdimir Diniz

Nenhum comentário: