terça-feira, 17 de julho de 2012

Vôo

Ontem meu menino alçou seu primeriro vôo solo...
Doeu, mas doeu tanto, que passou...sabe quando a dor é tanta que sublima? Deve ter acontecido isso comigo, simplesmente, passou...
O que acontece é uma sensação de fracasso, ou difícil de explicar, uma de impotência...
Nada mais certo do que o ditado que fala que criamos os filhos pro mundo, pois é, ele JÁ foi pro mundo e agora só me resta confiar nos ensinamentos e que ele vai saber se comportar e viver em outro ambiente.
Boa sorte meu filho e seu cantinho está aqui...
Sempre...

Nenhum comentário: