terça-feira, 13 de agosto de 2013

Cordel nº 2

Pela falta de apegamento
ela sofreu esmorecimento
digno de esclarecimento
Apois, o ocorrido era
pro dissabor dela
que o amor que ela alimentava
não tinha um nome,
ela chamava, ouvia
mas não era chamada do que queria.
Então, tentou, tentou
e achou uma montoeira de coisa bonita
que faria daquela vida
um chão bom de pisar...
e aí começou a desfiar...
Bem, cheirosa,
amada, gostosa,
anjo, filha,
amor, querida,
delícia de vida,
mas nunca aquela.
Tentou mais.
Xodó, pequena,
açucena
benquerança
e ela mantinha a esperança...
Amiga, parceira,
companheira,
Foguenta, paixão,
Lambuzeira.
Mina, cativa,
fascínio, doce
Mas como se ele não fosse.
Pela derradeira vez, tentou
e então chamou
Namorado, vem cá!
E ele veio
Falando, que foi ,namorada ?
Ela, desavisada
do sucesso da empreitada
sorriu e gemeu
ahnnn, Romeu...





Nenhum comentário: