domingo, 4 de agosto de 2013

Cordel nº1

Pé de pequi na lua cheia
perna bamba esperneando
pé grudado de areia
baba da boca escapando
mão boba explorando
boca sabida beijando
tremeleque de susto
frio na pudenda parte
alto que nem marte
tenso que nem a guerra
preto que nem tição
a cor do desejo tão carecido
de um tempo ido
que não volta não
o pé de pequi já quase seco
testemunha do pecado vão
fazia sombra neles
que nem escorpião
veneno
suspiro
tesão
oh pé de pequi
não morre não

Nenhum comentário: