sábado, 10 de agosto de 2013

Poemeto nº2

Ser e não ter
Sentir e explodir
Amar e sufocar
Não ter nome
Somente esperar
Armar sem perceber
Invejar o passado
Isso é ser nada

Um comentário:

Regina Saavedra disse...

Bem assim eu me sinto.