quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Poemeto nº 21

Para mim é sempre tarde
Para mim é sempre longe
Para mim é sempre depois
Para mim é sempre
Sempre eu
Para mim é só amor
Para mim é só desejo
Para mim é só novidade
Para mim é só
Só nós
Para nós nunca é a hora
Para nós nunca é possível
Para nós nunca é agora
Para nós é nunca
Nunca nós

Um comentário:

Unknown disse...

Me identifiquei muito com esse texto Amiga!!! Pareceu minha vida... rs...
Parabéns, você escreve muito bem e profundamente... Nos faz pensar e refletir sobre nós mesmos.